Aplicação de cargas de superfície variáveis a superfícies curvas

Sugestões e truques

Este artigo foi traduzido pelo Google Tradutor Ver texto original

Se pretende aplicar, por exemplo, cargas de vento a um cilindro circular como definido na EN 1991‑4, Cláusula 7.9, efetue o seguinte procedimento.

As cargas, que na verdade devem atuar na direção da superfície normal, são aplicadas ao eixo x assim como ao eixo y. É utilizada a opção 'Global relacionado à área projetada' (XP para o eixo x e YP para o eixo y). Para a distribuição linear, a opção 'Linear em Y' é utilizada para todas as cargas na direção x, e a opção 'Linear em X' para todas as cargas na direção y.

Por exemplo, uma carga variável atua sobre uma parte de um cilindro (superfície F3). Deve atuar com 5 kN/m² na Linha 18 e 4 kN/m² na Linha 19, diminuindo linearmente entre eles. A imagem acima mostra as configurações para a carga de superfície atuando na direção do eixo x. Para a distribuição linear na direção do eixo y, foram selecionados os pontos 9 (Linha 18) e 8 (Linha 19). Da mesma forma, a figura abaixo mostra as configurações para a carga na direção do eixo y.

Ligações

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto com a nossa equipa de apoio técnico gratuita por e-mail, chat ou no fórum, ou então consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

RFEM Programa principal
RFEM 5.xx

Programa principal

Software de engenharia estrutural para análises de elementos finitos (AEF) de estruturas planas e espaciais constituídas por lajes, paredes, vigas, sólidos e elementos de contacto

Preço de primeira licença
3.540,00 USD