Modelação subseqüente de uma viga de pavimento sob um piso existente

Sugestões e truques

Este artigo foi traduzido pelo Google Tradutor

Ver texto original

Quando realiza a modelação subsequente de uma viga sob um piso existente, coloca-se a primeira questão sobre quais as forças que devem ser transferidas entre a viga de pavimento e o piso e se um objetivo é o efeito composto. Neste caso, o piso deve assentar-se na viga de pavimento sem qualquer composto.

Consequentemente, apenas as forças de compressão verticais são transferidas da viga de pavimento para o piso (Figura 01).

Figura 01 - Piso com viga de piso

Uma vez que o tipo de barra "Nervura" está fora de questão devido à composição inexistente, tem de atribuir o tipo de barra "Viga" à viga de pavimento.

Para implementar a condição de que apenas as forças de compressão devem ser transferidas na direção Z, a função "Libertação de linha" é útil. Neste caso, todas as forças e momentos devem ser ativados, ou seja, libertados, dentro da caixa de diálogo "Novo tipo de libertação de linha". Além disso, a não-linearidade "Fixo se positivo vz " tem de ser definida para uz (Figura 02).

Figura 02 - Editar tipo de articulação em linha

Deve selecionar a linha da barra dentro da área correspondente como uma linha a ser libertada e a superfície correspondente como um objeto libertado.

Palavras-chave

Libertação de linha Além disso Viga de pavimento acoplamento de corte Mista Contacto

Downloads

Ligações

Contacto

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto com a nossa equipa de apoio técnico gratuita por e-mail, chat ou no fórum, ou então consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

RFEM Programa principal
RFEM 5.xx

Programa principal

Software de engenharia estrutural para análises de elementos finitos (AEF) de estruturas planas e espaciais constituídas por lajes, paredes, vigas, sólidos e elementos de contacto

Preço de primeira licença
3.540,00 USD