Perguntas mais frequentes (FAQs)

Procurar pergunta




Apoio ao cliente a toda hora

Base de dados de conhecimento

Para além do serviço de apoio técnico (p. ex. via chat), pode encontrar na nossa página de Internet material de apoio que pode ser útil para os seus trabalhos com o software Dlubal.

Newsletter

Receba regularmente informação sobre novidades, dicas úteis, eventos planeados, ofertas especiais e vales.

  • Resposta

    Para tal, abra a caixa de diálogo "General Data" do modelo atual. Para o fazer, clique com o botão direito do rato na descrição do modelo no navegador de dados. Veja a Figura 01.

    Em alternativa, pode abrir a caixa de diálogo "Dados gerais" através do menu "Editar". Veja a Figura 02.

    Na caixa de diálogo "Dados gerais", pode selecionar a norma de acordo com a qual a análise combinatória deve ser executada. Ou Se as combinações de carga (COs) ou as combinações de resultados (RCs) são criadas. Veja a Figura 03.

    Se os COs ou TOs já estão disponíveis no ficheiro existente, aparece uma pergunta a perguntar se o programa deve eliminar ou manter as combinações existentes. Veja a Figura 04.
  • Resposta

    O módulo adicional RF-CONCRETE Deflect encontra-se disponível para o cálculo das deformações do estado II em superfícies do RF-CONCRETE.

    Para o cálculo analítico de deformações no estado II, o RF-CONCRETE Deflect requer uma situação de carga única, que é dada apenas através da utilização das combinações de carga (COs). As combinações de resultados não oferecem uma situação de carga clara, seja aditiva ou como uma combinação envelopada OU. Assim, quando aplica o RC para o cálculo de deformações no RF-CONCRETE Surfaces através do RF-CONCRETE Deflect, recebe a mensagem de erro mencionada. Veja a Figura 01.

    Para evitar este problema, pode simplesmente gerar combinações de carga (COs) em vez de combinações de resultados (RCs). Se continua a pretender efetuar o dimensionamento do limite último com RCs, pode criar um CC para cada um, para além dos RC existentes para os quais pretende calcular as deformações através do RF-CONCRETE Deflect. Veja a Figura 02.

    É importante que o RF-CONCRETE Surfaces calcule as cargas a partir da situação de dimensionamento quase permanente por defeito para o cálculo das deformações. Veja a Figura 03. Isto significa que o CO para o qual as deformações serão calculadas tem de ser definido como "quase permanente". Em alternativa, as caixas de seleção para as configurações das situações de dimensionamento (ver Figura 03) podem ser definidas pelo utilizador.
  • Resposta

    Sim, porque é aplicado um fator GammaM diferente de acordo com a norma DIN18008 para a determinação da tensão limite admissível para diferentes vidros, este também é armazenado na nossa biblioteca de materiais. No entanto, a consequência é que através da ativação desta opção, a rigidez do sistema é reduzida por este fator.
    Especialmente no cálculo de cargas sólidas (cargas climáticas), a rigidez reduzida do sistema também afeta as tensões e deformações calculadas.

  • Resposta

    É correto que nenhum caso de carga correspondente seja exibido na Tabela 4.13 "Superfícies - Deformações locais".

    No entanto, pode encontrá-los na Tabela 4.4 "Barras - Deformações locais", por exemplo. Veja a Figura 01.

    Se define agora os casos de carga correspondentes para o valor máximo Se pretende ver as deformações de um RC numa determinada superfície, pode integrar uma barra nesta superfície. De modo a que esta barra não influencie a rigidez da superfície, é recomendada para Por exemplo, pode ser utilizada uma secção muito pequena.

    Se a barra foi integrada ou reticulada corretamente na superfície, a tabela mostrada na Figura 01 é obtida. A Figura 02 mostra a correspondente deformação na componente de superfície.

    Opcionalmente, é agora possível clicar na linha com o resultado pretendido ex. max u) para executar um clique com o botão direito. No menu de atalho, pode agora utilizar a opção "Gerar CO por linha selecionada", que pode utilizar para gerar um CO que contém os casos de carga pertencentes ao valor selecionado. Veja a Figura 03.

    Quando executa este comando, recebe um CO do RC com os casos de carga correspondentes. Veja a Figura 04 com os resultados do CO gerado e o máx. Deformações no campo considerado
  • Resposta

    Verifique se introduziu "Não-linearidades" na sua estrutura Por exemplo, "Suportes insuficientes", "Não linearidades (barras de compressão ou tração)" ou "Comportamento material não linear" (ver Figura 01).

    Este aviso aparece assim que tenta adicionar casos de carga para combinações de resultados em tais estruturas (ver Figura 02).

    Ao adicionar casos de carga da combinação de resultados (RC), apenas os resultados dos casos de carga individuais são adicionados. Isto significa que poderá não conseguir representar correctamente as "Não-linearidades" porque uma barra pode não ser apresentada correctamente. Por exemplo, falha em um caso de carga, mas não em outro caso de carga. Quando utiliza RC's, adiciona os resultados de diferentes sistemas estruturais. Isto leva a resultados incorretos.

    Nestes casos, utilize as combinações de carga (COs). Neste caso, será criado um caso de carga grande (combinação de carga) e esta situação de carga combinada será calculada. Permite a representação correta de não-linearidades na estrutura

    Como alternativa - se é necessário um cálculo com os CRs devido ao tempo de cálculo - pode considerar se as não-linearidades serão absolutamente necessárias.
  • Resposta

    O modelo equivalente pré-deformado não é ativado automaticamente para as combinações de carga. Tem de definir manualmente nos parâmetros de cálculo da combinação de carga Aí, active as "Opções Extra" e active a opção "Deformação inicial disponível no módulo RF-IMP".

    Para ativar a opção em várias combinações de carga ao mesmo tempo, utilize a opção para selecionar várias combinações de carga.

    O cálculo com a malha de FE pré-deformada é realizado se a combinação de carga correspondente for de acordo com a Teoria II. Ou III Ordem a ser calculada
  • Resposta

    É entre dados gerados manualmente e gerados automaticamente Combinações de potência ou combinações de resultados tem de ser diferenciadas.
    As combinações de carga ou combinações de resultados criadas manualmente são apresentadas a preto na tabela ou na janela "Editar casos de carga e combinações" e as combinações de carga ou combinações de resultados geradas automaticamente são apresentadas a azul.

    Pode eliminar manualmente combinações de carga criadas manualmente ou combinações de resultados utilizando o Navegador de projeto - Dados, tabela ou a janela "Editar casos e combinações de carga".
    Primeiro, selecione as combinações de carga ou resultado a serem eliminadas e, em seguida, selecione o comando "Eliminar" (ver Figura 1).

    As combinações de carga ou resultado geradas automaticamente podem ser eliminadas através da janela "Editar modelo - dados gerais". Primeiro, limpe a caixa de seleção Gerar combinações automaticamente. De seguida, clique no botão "Eliminar" na janela "Gerar combinações automaticamente" (ver Figura 2)
  • Resposta

    No RF-STAGES, as cargas temporárias nas respectivas etapas de construção são calculadas apenas linearmente, de acordo com a análise estática linear. As cargas permanentes que são gravadas no sistema tornam-se não-lineares, de acordo com Theorie III. Ordem calculada Nas combinações que podem ser criadas no módulo, os resultados dos casos de carga individuais são combinados.
  • Resposta

    ULS:

    EL de resistência

    SLS:

    EL de utilização

    EQU:

    Dimensionamento da segurança estrutural; Perda de segurança estrutural do sistema estrutural ou de uma das suas partes, por exemplo Ao inclinar, flutuar ou levantar

    STR:

    Avaria do sistema estrutural ou partes devido à ultrapassagem da resistência do material, deformações excessivas, estado cinemático ou posição instável

    GEO

    Deformações extensivas ou falhas do solo


  • Resposta

    Nas coberturas com cobertura de cobertura de cobertura> 5 °, as áreas de cobertura F, G, H, I e J têm de ser classificadas separadamente de acordo com o lado de barlavento e o lado de sotavento. Para a direção do vento de 0 ° (vento na direção longitudinal), os coeficientes aerodinâmicos positivos e negativos devem ser levados em consideração para inclinações de até 45 °.
    Para estes casos, isto resulta num total de 4 possíveis combinações de vento, dependendo do lado da construção (ver Figura 1).
    Para a direção do vento de 90 ° (vento no lado de duas águas), no entanto, não existem coeficientes de pressão externos positivos para uma inclinação da cobertura> 15 °. Para um edifício com uma inclinação de 45 ° no tejadilho, recebe 10 casos de carga de vento possíveis (0 ° = 4 * 2, 90 ° = 1 * 2). 

    LC w +:

    Apenas os coeficientes aerodinâmicos positivos (pressão) por área da cobertura são utilizados.

    LC w-:

    Apenas são utilizados coeficientes aerodinâmicos negativos (sucção) por área da cobertura.

    LC w - / +:

    São utilizados coeficientes aerodinâmicos negativos (sucção) para o lado de barlavento e coeficientes positivos (de pressão) para o lado de sotavento da cobertura.

    LC w +/-:

    São utilizados coeficientes aerodinâmicos positivos (pressão) para o lado de barlavento e coeficientes negativos (de aspiração) para o lado de sotavento da cobertura.

    Se, por exemplo, existem apenas coeficientes negativos para uma posição de carga, apenas são aplicadas cargas negativas à superfície da cobertura. Consequentemente, não existe pressão ->, por isso estes valores estão definidos para 0. Um caso de carga, que contém apenas valores com o tamanho 0, também pode ser desselecionado durante a geração.

    Por exemplo, isto é sempre possível, como já foi descrito, para o CL w + com uma direção do vento de 90 ° (vento do lado de proa) e uma inclinação do telhado> 15 °. 

1 - 10 de 36

Contacto

Contacto da Dlubal

Encontrou a sua pergunta? Se não for o caso, entre em contacto connosco por e-mail, chat ou no fórum de discussão, ou então envie-nos a sua questão através do formulário online.

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

Primeiros passos

first-steps

Aqui damos-lhe algumas dicas e informações úteis que o ajudam a familiarizar-se mais rapidamente com os programas principais RFEM e RSTAB.

O vosso apoio técnico é de longe o melhor

“Muito obrigado por toda a informação.

Gostaria de elogiar a equipa de apoio ao cliente. Fico sempre surpreendido com a rapidez e o profissionalismo com que as questões são respondidas. Na área da análise de estruturas, utilizo vários softwares inclusive com contratos de assistência, mas o vosso apoio técnico é de longe o melhor.”