Perguntas mais frequentes (FAQs)

Procurar pergunta

Show Filter Hide Filter





Apoio ao cliente a toda hora

Base de dados de conhecimento

Para além do serviço de apoio técnico (p. ex. via chat), pode encontrar na nossa página de Internet material de apoio que pode ser útil para os seus trabalhos com o software Dlubal.

Newsletter

Receba regularmente informação sobre novidades, dicas úteis, eventos planeados, ofertas especiais e vales.

  • Resposta

    Isto não é possível diretamente no RFEM, mas o módulo adicional RF-/STEEL EC3 permite criar um relatório das barras de aço. Na secção Detalhes do módulo, é possível definir se o relatório deve ser aplicado a todas as barras ou a conjuntos de barras. Em seguida, basta efetuar o cálculo e o relatório é apresentado. O relatório também pode ser exportado para o Excel e posteriormente editado.
  • Resposta

    A biblioteca de secções no RFEM ou no RSTAB oferece a opção de importar uma lista de secções parametrizadas para a biblioteca de secções definida pelo utilizador através da função "Importar tabela de secções do ficheiro". 


    Figura 01 - Importar a tabela de secções do ficheiro

    Para esta tarefa, o formato da secção a ser importado deve ser compatível com um formato já passível de ser parametrizado na biblioteca de secções da Dlubal (nomeadamente a tabela de secções). Esse formato da secção determina o tipo e a ordem dos parâmetros de importação. 

    Para importar uma tabela de secções definida pelo utilizador, proceda do seguinte modo:

    1. Procure na biblioteca de secções da Dlubal uma tabela de secções compatível com a que pretende importar. 

      Aqui, os tipos de secções parametrizáveis (paredes finas, betão armado e madeira) especificam os parâmetros necessários, de cima para baixo, na ordem correta para a importação diretamente nas caixas de diálogo das caixas de entrada.

      Figura 02 - Parâmetros e sequência de secções regulares definidas em termos paramétricos

      Para os tipos de secções laminadas, pode encontrar os parâmetros necessários na ordem correta através da função "Entrada paramétrica".

      Figura 03 - Parâmetros e sequência de secções laminadas definidas em termos paramétricos

    2. Crie uma tabela CSV para a tabela de secções a ser importada e que em cada linha descreva uma secção precisa através dos parâmetros "Nome" + parâmetros de forma, com base na lista e na ordem de parâmetros anteriormente definidas.

      Os parâmetros de forma devem ser especificados em mm

      Figura 04 - Criação do ficheiro CSV

      Por motivos relacionados com a visualização de dados, os nomes das secções individuais no ficheiro CSV devem começar com o mesmo fragmento de texto do próprio nome do ficheiro CSV. Deste modo, consegue assegurar que a nova linha de secção no RFEM ou no RSTAB tem o nome do ficheiro CSV.

    3. Importe o ficheiro CSV com indicação da tabela de secções utilizada na biblioteca de secções definida pelo utilizador.

      Figura 05 - Importação da tabela de secções

    4. Utilize as secções da tabela de secções acabada de importar nos seus modelos. 

      Figura 06 - Utilização da nova tabela de secções definida pelo utilizador

  • Resposta

    Pode ser gerada uma lista de partes das secções com os módulos de dimensionamento (por exemplo, RF-STEEL EC3) e impressa para o Excel (ver Figura 1).
    Além disso, pode exportar a tabela de barras para o Excel. Esta tabela pode então ser analisada no Excel, por exemplo através da utilização de uma Tabela Dinâmica (ver Figura 2).
    Além disso, pode determinar informações como o comprimento das barras ou a massa do material com a função "Centróide e Info". Selecione as barras com a seção relevante e selecione o comando "Centro e Info" no menu de atalho (veja a Figura 3).
    Em alternativa, pode programar a saída de uma lista de peças através da interface RF- / RS-COM, conforme descrito no artigo COM Interface in VBA | Criando uma lista de peças exibida.

Contacto

Contacto da Dlubal

Encontrou a sua pergunta? Se não for o caso, entre em contacto connosco por e-mail, chat ou no fórum de discussão, ou então envie-nos a sua questão através do formulário online.

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

Primeiros passos

first-steps

Aqui damos-lhe algumas dicas e informações úteis que o ajudam a familiarizar-se mais rapidamente com os programas principais RFEM e RSTAB.

Simulação de vento e geração de cargas de vento

O programa autónomo RWIND Simulation permite simular fluxos de vento em estruturas simples ou complexas através de um túnel de vento digital.

As cargas de vento geradas que atuam sobre esses objetos podem ser importadas para o RFEM ou o RSTAB.

O vosso apoio técnico é de longe o melhor

"“Obrigado pela informação valiosa.

Gostaria de elogiar a equipa de apoio ao cliente. Fico sempre surpreendido com a rapidez e o profissionalismo com que as questões são respondidas. Utilizei muito software com um contrato de apoio no domínio da análise estrutural, mas o seu apoio é de longe o melhor. "