Funções do Programa

Procurar

Mostrar filtro Ocultar filtro






Porquê o software da Dlubal?

Soluções

  • Mais de 86 000 utilizadores em 95 países
  • Um pacote de programas para todas as áreas de aplicação
  • Aprendizagem curta e manuseamento intuitivo
  • Apoio técnico gratuito de engenheiros experientes
  • Excelente relação preço/qualidade
  • Concepção de software em módulos com possibilidade de adquirir extensões
  • Sistema de licenças por escalas com licenças individuais e em rede
  • Software com provas dadas em muitos projetos de referência

Newsletter

Receba regularmente informação sobre novidades, dicas úteis, eventos planeados, ofertas especiais e vales.

Simulação de vento e geração de cargas de vento

O programa autónomo RWIND Simulation permite simular fluxos de vento em estruturas simples ou complexas através de um túnel de vento digital.

As cargas de vento geradas que atuam sobre esses objetos podem ser importadas para o RFEM ou o RSTAB.

1 - 10 de 447

Ordenar por:

Itens:

  • Visualização aumentada das deformações de superfícies no RFEM

    Visualização alargada de deformações no RFEM

    Novo

    001412

    RFEM

    Resultados

    Apresente deformações prolongadas de barras, superfícies e sólidos (por exemplo, deformações principais importantes, deformações totais equivalentes etc.) no Navegador de projetos - Resultados no RFEM, bem como na Tabela 4.0.

    Por exemplo, é possível exibir as deformações plásticas determinantes ao realizar o dimensionamento plástico de ligações com elementos de superfície.

  • Exporte os modelos RFEM ou RSTAB para o formato * .glb ou * .glTF

    Criação de modelos 3D glTF (formatos *.glb e *.glTF)

    Os modelos RFEM e RSTAB podem ser guardados como modelos 3D glTF (formatos * .glb e * .glTF). Estes modelos podem depois ser visualizados, rodados, etc. numa representação 3D.

    Os modelos 3D glTF podem ser integrados em páginas web próprias utilizando um JavaScript de acordo com estas instruções (como na página web da Dlubal Modelos para download).

  • Ativação do modo de voo da câmara no RFEM

    Modo de voo da câmara

    Com a opção de visualização Modo de voo da câmara, pode voar através da sua estrutura do RFEM ou do RSTAB. A direção e a velocidade do voo podem ser controladas com o seu teclado. Além disso, pode guardar o voo através da sua estrutura em formato de vídeo.

  • Modelo de material ''Alvenaria ortotrópica 2D''

    Modelo de material Alvenaria ortotrópica 2D

    O modelo de material Alvenaria ortotrópica 2D é um modelo elastoplástico que permite adicionalmente o amolecimento do material e que pode ser diferente nas direções locais x e y de uma superfície. O modelo de material é adequado para paredes de alvenaria (sem armadura) com cargas no plano.

  • Secção efetiva de uma secção em Z formada a frio no SHAPE-THIN 9

    SHAPE-THIN | Secções formadas a frio

    O programa determina as secções efetivas dos perfis formados a frio de acordo com as normas EN 1993-1-3 e EN 1993-1-5. As relações geométricas mencionadas na EN 1993-1-3, Secç. 5.2 relativamente à aplicabilidade da norma, podem ser verificadas opcionalmente.

    Os efeitos da encurvadura local da placa são considerados de acordo com o método das larguras reduzidas e a possível encurvadura dos reforços (instabilidade da forma) é considerada para as secções reforçadas de acordo com a EN 1993-1-3, Secç. 5.5.

    Como opção, é possível realizar um cálculo iterativo para otimizar a secção efetiva. 

    As secções efetivas podem ser representadas graficamente.

    Leia mais sobre o dimensionamento de secções formadas a frio com o SHAPE-THIN e o RF-/STEEL Cold-Formed Sections no artigo técnico: Dimensionamento de uma secção C de parede fina formada a frio de acordo com a norma EN 1993-1-3.

  • Ativação das verificações para secções formadas a frio no RF-/STEEL EC3

    RF-/STEEL Cold-Formed Sections | Entrada de dados

    001405

    Geral

    Uma vez que o RF-/STEEL Cold-Formed Sections está totalmente integrado no RF-/STEEL EC3, os dados são introduzidos da mesma forma como para o dimensionamento habitual neste módulo. Apenas é necessário selecionar a opção de verificação para secções formadas a frio na caixa de diálogo ''Detalhes''.

  • RF-/STEEL Cold-Formed Sections | Funções

    001404

    Geral

    • Disponível para secções em L, Z, C, U, ómega e CL formadas a frio a partir da base de dados de secções transversais, bem como para secções gerais (sem furos) formadas a frio do SHAPE-THIN 9
    • Determinação da secção efetiva com consideração da encurvadura local e da instabilidade da forma
    • Verificações de secções, estabilidade e do estado limite de utilização de acordo com a EN 1993‑1‑3
    • Verificação de forças transversais locais para almas sem reforço
    • Disponível para todos os anexos nacionais incluídos no RF-/STEEL EC3
    • Extensão de módulo RF-/STEEL Warping Torsion (é necessário uma licença) para a análises de estabilidade de acordo com a teoria de segunda ordem como verificação de tensões inclusive consideração de 7 graus de liberdade (empenamento)
  • Resultados do dimensionamento para uma secção em omega no RF-/STEEL EC3

    RF-/STEEL Cold-Formed Sections | Resultados

    001406

    Geral

    Os resultados do dimensionamento são representados no RF-/STEEL EC3 da forma habitual.

    Nas respetivas tabelas de resultados, são apresentados, entre outros, as propriedades de secções efetivas devido ao esforço normal N, o momento fletor My, o momento fletor Mz, os esforços internos e o resumo do dimensionamento.

  • Eigenmode mass participation graph
  • Saída gráfica da resposta

    CADS Footfall Analysis | Solução

    Existe uma complexidade conhecida para o cálculo da resposta de passos em pisos ou escadas irregulares de qualquer tipo. O Footfall Analysis utiliza o modelo RFEM e os resultados da análise modal do RF-DYNAM Pro - Natural Vibrations para prever os níveis de vibração em todas as localizações no chão. Um método de análise rigoroso é essencial para permitir uma investigação precisa do comportamento dinâmico do piso.

    O software incorpora os procedimentos de análise mais atualizados, permitindo ao utilizador escolher entre os dois métodos de cálculo mais utilizados, nomeadamente o método do centro de betão (CCIP-016) e o método do Steel Construction Institute (P354).

1 - 10 de 447

Contacto

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto com a nossa equipa de apoio técnico gratuita por e-mail, chat ou no fórum, ou então consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

Primeiros passos

first-steps

Aqui damos-lhe algumas dicas e informações úteis que o ajudam a familiarizar-se mais rapidamente com os programas principais RFEM e RSTAB.

Software poderoso e versátil

"Acho que o software é tão poderoso e versátil que as pessoas valorizam verdadeiramente as suas capacidades após uma introdução apropriada."

Ótimas funções

"Utilizo o software da Dlubal há já mais de um ano e continuo impressionado com as numerosas capacidades/flexibilidades que o programa oferece, particularmente a habilidade de fazer frente a desafios de dimensionamento e requisitos fora do vulgar típicos no meu trabalho diário."

Apoio ao cliente 24/7

Base de dados de conhecimento

Para além do serviço de apoio técnico (p. ex. via e-mail, chat), pode encontrar na nossa página de Internet material de apoio e informação a toda hora.