RF-/STEEL EC3 | Funções do programa

Função de produto

000159 13 de dezembro de 2016 Estruturas de Aço RF-/STEEL EC3 Geral Eurocódigo 3
  • Importação de materiais, secções transversais e esforços internos do RFEM/RSTAB
  • Dimensionamento em aço de secções de parede fina segundo as normas EN 1993‑1‑1:2005 e EN 1993‑1‑5:2006
  • Classificação automática das secções segundo EN 1993-1-1:2005 + AC:2009 , parágrafo 5.5.2 e EN 1993-1-5:2006 , parágrafo 4.4 (classe 4 da secção) com a opção de determinar as larguras efetivas de acordo com o Anexo E para as tensões sobre fy
  • Integração de parâmetros de anexos nacionais para os seguintes países:
    •  NP EN 1993-1-1/NA:2010-03 (Portugal)
    •  NF EN 1993-1-1/NA:2007-05 (França)
    •  UNE EN 1993-1-1/NA:2013-02 (Espanha)
    • Deutschland DIN EN 1993-1-1/NA:2015‑08 (Alemanha) 
    •  ÖNORM B 1993-1-1:2007-02 (Áustria)
    •  NBN EN 1993-1-1/ANB:2010-12 (Bélgica)
    •  BDS EN 1993-1-1/NA:2008 (Bulgária)
    •  DS/EN 1993-1-1 DK NA:2015 (Dinamarca)
    •  SFS EN 1993-1-1/NA:2005 (Finlândia)
    •  ELOT EN 1993-1-1 (Grécia)
    •  UNI EN 1993-1-1/NA:2008 (Itália)
    •  LST EN 1993-1-1/NA:2009-04 (Lituânia)
    •  LU EN 1993-1-1:2005/AN-LU:2011 (Luxemburgo)
    •  MS EN 1993-1-1/NA:2010 (Malásia)
    •  NEN EN 1993-1-1/NA:2011-12 (Holanda)
    • Norway NS EN 1993-1-1/NA:2008-02 (Noruega)
    •  PN EN 1993-1-1/NA:2006-06 (Polónia)
    •  SR EN 1993-1-1/NB:2008-04 (Roménia)
    •  SS EN 1993-1-1/NA:2011-04 (Suécia)
    •  SS EN 1993-1-1/NA:2010 (Singapura)
    •  STN EN 1993-1-1/NA:2007-12 (Eslováquia)
    •  SIST EN 1993-1-1/A101:2006-03 (Eslovénia)
    •  CSN EN 1993-1-1/NA:2007-05 (República Checa)
    •  BS EN 1993-1-1/NA:2008-12 (Reino Unido)
    •  CYS EN 1993-1-1/NA:2009-03 (Chipre)
Além dos anexos nacionais listados acima, é possível criar anexos próprios com parâmetros definidos pelo utilizador.
  • Cálculo automático de todos os coeficientes necessários para o valor de cálculo da resistência à encurvadura por flexão Nb,Rd
  • Determinação automática do momento elástico crítico ideal Mcr para cada barra ou conjunto de barras em todas as posições x de acordo com o método dos valores próprios ou por comparação dos diagramas de momentos. Da parte do utilizador, só é necessário definir os apoios laterais intermédios.
  • Dimensionamento de barras de secção variável, secção assimétrica ou de conjuntos de barras pelo método geral segundo EN 1993-1-1, 6.3.4
  • Quando aplicado o método geral segundo 6.3.4, opcionalmente pode ser aplicada a 'curva de encurvadura por flexão torção europeia' segundo Naumer, Strohmann, Ungermann, Sedlacek (Stahlbau 77 (2008), S. 748-761)
  • Consideração da restrição à rotação (p. ex. através de chapas perfiladas e madres)
  • Consideração opcional de painéis de corte (por exemplo de chapas perfiladas e contraventamentos)
  • Extensão de módulo RF-/STEEL Warping Torsion (é necessário uma licença) para a análises de estabilidade de acordo com a teoria de segunda ordem como verificação de tensões inclusive consideração de 7 graus de liberdade (empenamento)
  • Extensão de módulo RF-/STEEL Plasticity (é necessário uma licença) para análises plásticas de secções de acordo com o método dos esforços internos parciais (PIFM) e o método Simplex para secções gerais (em conjunto com a extensão de módulo RF-/STEEL Warping Torsion é possível efetuar o dimensionamento plástico de acordo com uma análise de segunda ordem) 
  • Dimensionamento de estado limite último: opção para selecionar entre situação de dimensionamento fundamental e acidental para cada caso de carga, combinação de cargas ou combinação de resultados
  • Dimensionamento do estado limite de utilização: opção para selecionar entre situação de dimensionamento frequente, quase-permanente ou característica para cada caso de carga, combinação de cargas ou combinação de resultados
  • Possibilidade de efetuar verificações à tração com superfícies líquidas definíveis para o início e o fim de barras
  • Verificação de secções soldadas
  • Cálculo opcional de áreas de empenamento para apoios de nós em conjuntos de barras
  • Gráfico das relações de cálculo na secção e no modelo RFEM/RSTAB
  • Apresentação dos esforços internos determinantes
  • Opções de filtragem para resultados gráficos no RFEM/RSTAB
  • Representação da relações de cálculo e classes de secções
  • Escalas de cores nas tabelas de resultados
  • Modo de visualização para alteração da vista na janela de trabalho
  • Otimização automática das secções
  • Transferência das secções otimizadas para o RFEM/RSTAB
  • Lista de peças para determinação das massas
  • Exportação direta de dados para MS Excel
  • Relatório de impressão preparado para os engenheiro de obra
  • Curva de temperatura pode ser introduzida no relatório

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto connosco ou consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

RFEM Estruturas de Aço
RF-STEEL EC3 5.xx

Módulo adicional

Dimensionamento de barras em aço de acordo com o Eurocódigo 3

Preço de primeira licença
1.480,00 USD