Configurações de barras e superfícies para análise tensão-deformação

Artigo técnico sobre o tema análise estrutural e utilização do software Dlubal

  • Base de dados de conhecimento

Artigo técnico

Este artigo foi traduzido pelo Google Tradutor

Ver texto original

Pode utilizar o módulo Análise tensão-deformação no RFEM 6 e no RSTAB 9 para realizar uma verificação geral de tensões com a qual as tensões existentes são calculadas e comparadas com as tensões limite. O módulo também permite a determinação de deformações para superfícies e sólidos, bem como a otimização automática de secções ou espessuras incluindo a atualização das secções ou espessuras de superfície alteradas.

The Stress-Strain Analysis add-on is available for activation in the Base Data of the model (Image 1). Assim que o módulo é ativado, o navegador, as tabelas e as caixas de diálogo são ampliadas com novas entradas, que estão completamente integradas na interface do utilizador do RFEM/RSTAB.

Este artigo apresentará um exemplo prático de como gerenciar os dados de entrada para configurações de barras e superfícies e realizar a análise tensão-deformação no RFEM 6. A análise tensão-deformação será realizada para um segmento da cobertura do estádio feito de membranas, apresentado na Figura 2. Desta forma, é possível verificar se os seus elementos (que foram previamente modelados no programa) cumprem os requisitos de dimensionamento ou se as suas propriedades devem ser revistas (por exemplo, em relação à secção, material, espessura etc.).

Como já mencionado, os objetos da categoria Análise tensão-deformação estão disponíveis tanto no Navegador de projetos como na tabela para definir os dados de entrada para o dimensionamento. Desta forma, é possível verificar os objetos a serem dimensionados, assim como os seus materiais e secções. Dependendo do objeto selecionado, podem ser definidas configurações específicas onde podem ser definidos valores limite, bem como outras opções de dimensionamento.

Uma vez que este modelo é constituído por barras e superfícies, estão disponíveis tabelas específicas para cada um destes tipos de objetos na configuração da análise tensão-deformação. Os parâmetros de configuração podem ser acedidos através do ícone 'Abrir diálogo de edição' (Figura 3), onde pode criar tipos diferentes para cada configuração de dimensionamento e atribuir a configuração adequada a cada objeto.

Primeiro, pode criar uma nova configuração de barra com base nos valores predefinidos da norma de dimensionamento selecionada. Para isso, pode utilizar o botão 'Novo' localizado abaixo da lista, o qual apresenta todas as configurações deste estado limite disponíveis no modelo. Uma vez que ainda não foi definida nenhuma configuração, esta lista encontra-se vazia (Figura 4). Pode começar a definir a configuração de dimensionamento no separador 'Principal' da caixa de diálogo, selecionando as tensões a serem calculadas e especificando as tensões limite para comparação. Por exemplo, pode escolher entre tensão limite normal, de corte ou equivalente, bem como especificar uma tensão limite definida pelo utilizador. Neste exemplo, será selecionada a tensão de von Mises equivalente para o cálculo e pode ver a fórmula associada na parte direita da caixa de diálogo.

Encontre outras opções relevantes para o dimensionamento no separador 'Opções especiais' apresentado na Figura 5. Assim, é possível modificar o peso das tensões normal e de corte na tensão equivalente de Mises especificando os fatores kσx e kτ, respetivamente. Se são aplicadas cargas transversais na banzo superior das vigas, também é possível considerar as cargas transversais de ação excentricamente por um método simplificado para I secções com as quais o momento fletor Mz é completamente aplicado na parte superior banzo para cada secção I laminada ou paramétrica simétrica do caso de dimensionamento.

Quando a configuração está definida, pode atribuí-la aos respetivos objetos através do botão 'Selecionar individualmente' na caixa de diálogo no canto superior direito ou diretamente na tabela de entrada do cálculo tensão-deformação para a configuração correspondente (Figura 6). Além disso, pode criar várias configurações e atribuí-las a objetos diferentes. As especificações numa configuração aplicam-se a todos os objectos para os quais esta configuração está atribuída. Se não estiver atribuída nenhuma configuração a um objeto a ser dimensionado, não serão realizados dimensionamentos para este objeto.

As configurações de dimensionamento também estão incluídas na caixa de diálogo de edição das barras individuais, como apresentado na Figura 7. A atribuição pode ser realizada no separador Configurações de dimensionamento da caixa de diálogo, onde pode seleccionar uma configuração existente a partir da lista, utilizar o botão 'Novo' para criar uma nova configuração ou utilizar o botão 'Seleção múltipla botão ' para seleccionar graficamente outro objecto do qual é importada a respectiva configuração. O menu de edição da configuração selecionada pode ser aberto através do botão 'Editar'.

Da mesma forma, também é possível definir as configurações de superfície através da tabela Análise tensão-deformação ou através da caixa de diálogo de edição de superfícies específicas. Pode selecionar as tensões a serem calculadas e especificar as tensões limite como apresentado na Figura 8. Para especificar uma tensão limite definida pelo utilizador, selecione o tipo de tensão limite 'Utilizador'. Isto activa a 'Tensão limite definida pelo utilizador' onde pode definir os valores de interesse.

Outras configurações para a análise tensão-deformação serão definidas nos próximos artigos da base de dados de conhecimento. No entanto, se realizar a análise com as configurações de barra e superfície acima definidas, obterá os resultados como apresentado na Figura 9.

Os resultados estão disponíveis quer de forma gráfica quer de tabela. Pode selecionar os resultados específicos a serem exibidos no navegador Resultados, enquanto os resultados detalhados para barras e superfícies podem ser encontrados na tabela Análise tensão-deformação. Desta forma, é possível verificar se os elementos cumprem as verificações de dimensionamento ou se necessitam de ser editados em termos de secção, material, espessura etc.

Autor

Irena Kirova, M.Sc.

Irena Kirova, M.Sc.

Marketing e apoio ao cliente

A Eng.ª Kirova é responsável pela criação de artigos técnicos e presta apoio técnico aos clientes da Dlubal.

Palavras-chave

Análise tensão-deformação Configurações de dimensionamento Barras Superfícies

Ligações

Escreva um comentário...

Escreva um comentário...

  • Visualizações 341x
  • Atualizado 4 de julho de 2022

Contacto

Contactar a Dlubal

Tem alguma outra questão ou necessita de aconselhamento? Contacte-nos através de telefone, e-mail, chat ou fórum, ou pesquise na página de FAQ, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

+49 9673 9203 0

(falamos português)

[email protected]

Análise geotécnica com fases de construção no RFEM 6

Análise geotécnica com fases de construção no RFEM 6

Webinar 1 de dezembro de 2022 14:00 - 15:00 CET

Formação online | Inglês

Eurocódigo 5 | Estruturas de madeira segundo a DIN EN 1995-1-1

Formação online 8 de dezembro de 2022 9:00 - 13:00 CET

Formação online | Inglês

RFEM 6 | Estudantes | Introdução ao dimensionamento de betão armado

Formação online 12 de dezembro de 2022 16:00 - 17:00 CET

Análise de tensões de superfícies e barras no RFEM 6

Análise de tensões de superfícies e barras no RFEM 6

Webinar 15 de dezembro de 2022 14:00 - 15:00 CET

Formação online | Inglês

RFEM 6 | Estudantes | Introdução ao dimensionamento de madeira

Formação online 25 de novembro de 2022 16:00 - 17:00 CET

Formação online | Inglês

RFEM 6 | Análise dinâmica e dimensionamento de sismos segundo o EC 8

Formação online 23 de novembro de 2022 9:00 - 13:00 CET

Formação online | Inglês

RFEM 6 | Estudantes | Introdução ao dimensionamento de betão armado

Formação online 21 de novembro de 2022 16:00 - 17:00 CET

Formação online | Inglês

Eurocódigo 3 | Estruturas de aço segundo a DIN EN 1993-1-1

Formação online 17 de novembro de 2022 9:00 - 13:00 CET

Apresentação resumida das interfaces com o RFEM 6: Archicad e SAF

Apresentação resumida das interfaces com o RFEM 6: Archicad e SAF

Webinar 16 de novembro de 2022 14:00 - 15:00 CET

Formação online | Inglês

RFEM 6 | Estudantes | Introdução ao dimensionamento de aço

Formação online 10 de novembro de 2022 16:00 - 17:00 CET

Interfaces com o RFEM 6: Serviço web e Rhino/Grasshopper

Resumo das interfaces com o RFEM 6: Serviço web e Rhino/Grasshopper

Webinar 10 de novembro de 2022 14:00 - 15:00 CET

Formação online | Inglês

RFEM 6 para estudantes | EUA

Formação online 8 de novembro de 2022 13:00 - 16:00 EDT

Resumo das interfaces com o RFEM 6: DXF, IFC, Autodesk Revit

Resumo das interfaces com o RFEM 6: DXF, IFC, Autodesk Revit

Webinar 3 de novembro de 2022 14:00 - 15:00 CET

Formação online | Inglês

RFEM 6 | Estudantes | Introdução ao MEF

Formação online 27 de outubro de 2022 16:00 - 19:00 CEST

Análise das fases de construção\n no RFEM 6

Análise das fases de construção no RFEM 6

Webinar 19 de outubro de 2022 14:00 - 15:00 EDT

RFEM 6
Pavilhão em arco

Programa principal

O programa de análise estrutural RFEM 6 é a base de um sistema de software modular. O programa principal RFEM 5 é utilizado para definir estruturas, materiais e ações para sistemas estruturais planos e espaciais constituídos por lajes, paredes, cascas e barras. O programa também pode dimensionar estruturas combinadas, bem como elementos sólidos e de contacto.

Preço de primeira licença
4.450,00 EUR
RSTAB 9
programa de estruturas reticuladas

Programa principal

O programa de análise e dimensionamento de pórticos e treliças RSTAB 9 contém funções semelhantes às do software de elementos finitos RFEM, com especial atenção para os pórticos e as treliças. Por isso, é muito fácil de utilizar e é há muitos anos a melhor escolha para a análise estrutural de estruturas de vigas constituídas por aço, betão, madeira, alumínio e outros materiais.

Preço de primeira licença
2.850,00 EUR