Ferramenta de geolocalização para determinação de cargas

Porquê o software da Dlubal?

Soluções

  • Mais de 45 000 utilizadores em 95 países
  • Um pacote de programas para todas as áreas de aplicação
  • Aprendizagem curta e manuseamento intuitivo
  • Apoio técnico gratuito de engenheiros experientes
  • Excelente relação preço/qualidade
  • Concepção de software em módulos com possibilidade de adquirir extensões
  • Sistema de licenças por escalas com licenças individuais e em rede
  • Software com provas dadas em muitos projetos de referência

Vídeo: Mapas interativos de zonas de cargas (em inglês)

Determine com o Google Maps as cargas de neve, vento e sismos para o seu projeto!

A ferramenta de geolocalização da página Zonas de carga para neve, vento e sismos contém mapas de zonas para de maneira rápida determinar as zonas de carga para neve, vento e sismos, de acordo com o Eurocódigo e outras normas internacionais. 

A função de pesquisa, com base no Google Maps, permite encontrar o respetivo local e determinar os seguintes parâmetros:

  • neve:
    - zona de carga de neve
    - carga de neve sk
  • vento:
    - zona de vento
    - velocidade básica do vento vb,0
    - pressão básica do vento qb
  • sismos:
    - zona de sismo
    - aceleração de pico do solo agR
    - classe de subsolo, etc.

Para além da utilização manual, está também disponível uma aplicação web adicional para uma transferência de dados automática.

A ferramenta de geolocalização opera com dados dos serviços de mapas da Google LLC. Estes serviços da Google não são gratuitos, de maneira que o número de pesquisas livre de custos para os utilizadores está limitado.

Para uma utilização adicional da ferramenta de geolocalização, estão disponíveis na loja online dois diferentes pacotes:

  • Geo-Zone Tool | 500 solicitações
  • Geo-Zone Tool | 5000 solicitações
Estes pacotes podem depois ser utilizados por todos os colaboradores de uma empresa e sem limitações para todos mapas e normas disponíveis.

 

De momento estão disponíveis os seguintes mapas e normas:

Normas de cargas de neve
  • European Union EN 1991-1-3 (Eurocódigo)
  • Spain CTE DB SE-AE (Espanha)
  • Switzerland SIA 261 (Suíça)
  • United States of America ASCE/SEI 7-16 (EUA)
Anexos Nacionais do Eurocódigo (AN):
  • Bulgaria Bulgária | BDS EN 1991-1-3
  • Denmark Dinamarca | DS/EN 1991-1-3
  • Germany Alemanha | DIN EN 1991-1-3
  • Finland Finlândia| SFS EN 1991-1-3
  • France França | NF EN 1991-1-3
  • Italien Itália | UNI EN 1991-1-3
  •  Luxemburgo | ILNAS-EN 1991-1-3
  • Netherlands Holanda | NEN-EN 1991-1-3
  • Austria Áustria | ÖNORM B 1991-1-3
  • Poland Polónia| PN-EN 1991-1-3
  • Portugal Portugal | NP EN 1991-1-3
  • Sweden Suécia| BFS 2013:10 EKS 9
  • Slovakia Eslováquia| STN EN 1991-1-3
  • Czech Republic República Checa | ČSN EN 1991-1-3
  • Weißrussland Bielorrússia| ТКП EN 1991-1-3
  • Cyprus Chipre| CYS EN 1991-1-3
Normas de carga de vento
  • European Union EN 1991-4 (Eurocódigo)
  • Spain CTE DB SE-AE (Espanha)
  • Switzerland SIA 261 (Suíça)
  • United States of America ASCE/SEI 7-16 (EUA)
Anexos Nacionais do Eurocódigo (AN):
  • Bulgaria Bulgária | BDS EN 1991-1-4
  • Denmark Dinamarca | DS/EN 1991-1-4
  • Germany Alemanha | DIN EN 1991-1-4
  • Finland Finlândia | SFS EN 1991-1-4
  • France França | NF EN 1991-1-4
  • Italien Itália | UNI EN 1991-1-4
  •  Luxemburgo | ILNAS-EN 1991-1-4
  • Netherlands Holanda | NEN-EN 1991-1-4
  • Austria Áustria | ÖNORM B 1991-1-4
  • Poland Polólia | PN-EN 1991-1-4
  • Portugal Portugal | NP EN 1991-1-4
  • Sweden Suécia | BFS 2013:10 EKS 9
  • Slovakia Eslováquia | STN EN 1991-1-4
  • Czech Republic República Checa | ČSN EN 1991-1-4
  • Weißrussland Bielorrússia | ТКП EN 1991-1-4
  • Cyprus Chipre | CYS EN 1991-1-4
Normas de sismos
  • European Union EN 1998-1 (Eurocódigo)
  • Spain NCSE-02 (Espanha)
  • Switzerland SIA 261 (Suíça)
  • United States of America ASCE/SEI 7-16 (EUA)
Anexos Nacionais do Eurocódigo (AN):
  • Bulgaria Bulgária | BDS EN 1998-1
  • Germany Alemanha | DIN EN 1998-1
  • France França | NF EN 1998-1
  • Italien Itália | UNI EN 1998-1
  •  Luxemburgo | ILNAS-EN 1998-1
  • Austria Áustria | ÖNORM B 1998-1
  • Portugal Portugal | NP EN 1998-1
  • Slovakia Eslováquia | STN EN 1998-1
  • Czech Republic República Checa | ČSN EN 1998-1
  • Cyprus Chipre | CYS EN 1998-1

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão sobre a utilização da ferramenta de geolocalização ou necessita de alguma informação? Então entre em contacto connosco por telefone, e-mail ou no chat.

+49 9673 9203 0

info@dlubal.com

Preço (sem IVA)

Preço
60,00 USD

O preço é válido para utilização em: Estados Unidos.

Base de Dados de Conhecimento | Zonas de carga para neve, vento e sismos

  1. Figura 01 - Carga de vento gradual sobre diferentes alturas de edifício

    Vento em função da altura da estrutura para paredes verticais

    As cargas de vento são reguladas pelo Eurocódigo 1 - Ações em estruturas - Parte 1-4: Ações gerais - Ações do vento Os parâmetros definidos a nível nacional dos respetivos países podem ser encontrados nos anexos nacionais.

  2. Figura 01 - Organigrama para determinar cpi

    Determinação de coeficiente de pressão interna cpi para edifícios de um andar segundo a EN 1991-1-4

    O vento é a única carga climatérica, que mundialmente atua em todo o tipo de estruturas, ao contrário de outras cargas como, por exemplo, a neve. A intensidade do vento depende da localização geográfica da estrutura. Esta é uma das razões, pela qual as normas de hoje em dia têm subdivisões regionais (zonas de vento), onde é considerada a altitude assim como variações da pressão dinâmica em dependência da altura acima do solo para uma posição ‘normal’, sem o efeito de máscara.

  3. Figura 01 - Considering Snow Overhang

    Considerando o excesso de neve

    A função 'Gerar cargas de neve' oferece a opção de considerar o excesso de neve. Assim, a carga do balanço de neve é aplicada automaticamente ao beiral usando carga distribuída ou várias cargas nodais.

  4. Figura 01 - Not Treating Snow and Wind Together as Collateral Actions

    Não trate neve e vento juntos como ações colaterais

    De acordo com a norma DIN EN 1990 / NA: 2010-12 - NDP para A.1.2.1 (1) Comentário 2, é necessário aplicar apenas uma das duas ações climáticas nas expressões combinadas para ações de acordo com 6.4.3 e 6.5 .3 no caso de locais localizados até +1.000 m acima do nível médio do mar, se a neve e o vento estiverem disponíveis como ações colaterais, além da ação condutora não climática.

Mais artigos da base de dados de conhecimento