Centro Georges Pompidou de Metz, França

Projeto de cliente da Dlubal

13 de dezembro de 2010

França RSTAB Estruturas de madeira

Planeamento estrutural Dimensionamento de madeira
SJB.Kempter.Fitze AG
Eschenbach, Alemanha
www.sjb.ch
Construção Empreiteiro geral
Demathieu & Bard
Paris, França
www.demathieu-bard.fr

Construção em madeira
Holzbau Amann GmbH
Weilheim-Bannholz, Alemanha
www.holzbau-amann.de
Arquitetura Shigeru Ban Architects Europe
Jean de Gastines Architectes
Investidor Metz Métropole, França
www.metzmetropole.fr

Comprimento: 100 m | Largura: 100 m | Altura: 38 m
Nós: 29 998 | Barras: 40 611 | Materiais: 19 | Secções: 108

O edifício "Centre Pompidou-Metz" é uma secção do museu de artes contemporâneas "Centre Georges Pompidou" em Paris, um dos museus mais relevantes do mundo.

Estrutura

O edifício, desenhado pelo arquiteto japonês Shigeru Ban, representa numa escala ampliada um chapéu de palha chinês (dimensões exteriores: 100 m x 100 m), no qual a palha está tecida de tal maneira em três direções, que a superfície é dividida em hexágonos e triângulos regulares.

O chapéu é penetrado por três grandes tubos em betão armado, amontoados uns em cima dos outros. O topo do chapéu simboliza uma torre em aço hexagonal.

A estrutura portante da cobertura de madeira é constituída por cordas multi-camadas cruzadas. Estas foram executadas em madeira laminada colada curvada, que nos pontos de cruzamento foram unidas por barras roscadas pré-esforçadas e molas de disco, de maneira que a transmissão estática de forças nas juntas fica assegurada pelo atrito.

As cordas, dispostas de forma paralela, foram unidas entre si com painéis de contraplacados e parafusos roscados e ficam assim com o efeito de viga de Viereendel com ligações semi-rígidas.

Dimensionamento

O dimensionamento deste sistema complexo composto por aprox. 41 000 barras esteva a cargo da empresa suíça SJB.Kempter.Fitze, que utilizou o RSTAB e os módulos adicionais TIMBER, DYNAM, e RSBUCK.

Toda a estrutura de apoio em aço e betão armado foi dimensionada através de um sistema ''simplificado'', para considerar com precisão suficiente os efeitos resultantes da dependência mútua.

Para calcular os esforços internos e os elementos estruturais, todas as cordas e placas de corte assim como as secções de junta tiveram de ser modeladas com a respetiva orientação no espaço.

As situações de carregamento foram determinados pelo CSTB (Centre scientifique et technique du bâtiment) em extensos ensaios de canais de vento. Além das cargas de peso próprio, temperatura e ações variáveis, o dimensionamento incluiu ainda 96 casos de carga de vento, 80 casos de carga de neve e as resultantes cargas de membrana.

Por fim, foi utilizado o software de elementos finitos RFEM para a modelação e o dimensionamento de 216 ligações com a estrutura em aço.

Programas utilizados para análise estrutural

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto connosco ou consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

Newsletter

Subscreva e receba as mais recentes novidades, dicas úteis, informação sobre eventos, ofertas especiais e vales pelo menos uma vez por mês.