Hotel Ramada Innsbruck Tivoli, Áustria

Projeto de cliente da Dlubal

Planeamento estrutural in.ge.na.
Innsbruck, Áustria
www.ingena.info
Investidor Porr Projekt und Hochbau AG
Kematen in Tirol, Áustria
www.porr.at

Comprimento: ~ 54 m | Largura: ~ 41 m | Altura: ~ 45 m
Nós: 3924 | Barras: 90 | Superfícies: 458 | Materiais: 4 | Secções: 17 | Elementos finitos: 201328

O hotel de catorze andares está virado diretamente para o Olympiaworld, o maior centro de desportos e eventos da região de Tirol. O edifício representa uma das maiores construções da linda cidade de Innsbruck, situada nos Alpes.

Ao entrar no terraço do décimo primeiro piso, os visitantes podem desfrutar de uma deslumbrante vista sobre as montanhas de Tirol e a Bergiselschanze, o mais famoso trampolim de saltos de ski do mundo, que faz parte do torneio internacional dos quatro trampolins.

O gabinete de engenharia in.ge.na, cliente da Dlubal Software, foi responsável pela fiscalização da análise estrutural. Para os trabalhos utilizaram o RFEM, no qual introduziram o modelo 3D com carregamento e o calcularam.

Estrutura

A estrutura construída de raiz é um edifício de 14 andares com piso subterrâneo em construção maciça em betão armado. As paredes exteriores a este e a oeste têm uma inclinação de 73,2° em relação à horizontal.

Tanto as cargas verticais como as horizontais são transferidas pelos pilares e as vigas-parede do corredor central e, respetivamente, as paredes exteriores. As paredes exteriores na fachada norte e sul têm uma espessura entre 20-25 cm. As paredes inclinadas a este e oeste têm a mesma espessura entre 20-25 cm, dependendo do carregamento.

Na zona da garagem subterrânea que não está coberta, a espessura dos tetos é de 35 cm, nas zonas cobertas, tapadas pela superestrutura, a espessura é de 30 cm. O teto por cima do 12º andar tem também 30 cm de espessura, todos os outros tetos foram construídos como tetos padrão com 25 cm de espessura.

As fundações abaixo da zona coberta foram executadas através de fundações planas, com espessuras de 1,00 m, 0,60 m e 0,30 m. As zonas fora do espaço da superestrutura foram equipadas com fundações individuais. Para as ações de sismos, os cálculos determinaram ligeiros esforços de levantamento na parte oeste da estrutura do edifício. Para assegurar na área descrita, foram aplicadas ancoragens GEWI.

Programa utilizado para análise estrutural

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto connosco ou consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com