Baku Flame Towers, Azerbaijão

Projeto de cliente da Dlubal

Planeamento estrutural Dimensionamento de fachada e estática de pináculos
Werner Sobek Stuttgart GmbH & Co. KG
Estugarda, Alemanha
www.wernersobek.de
Arquitetura HOK Architects
Londres, Reino Unido
www.hok.com

As dimensões indicadas abaixo referem-se a um dos três pináculos.

Comprimento: ~ 35 m | Largura: ~ 34 m | Altura: ~ 30 m
Nós: 772 | Barras: 981 | Materiais: 2 | Secções: 9 | EF: 981

Desde 2012, predomina no panorama da capital do Azerbaijão, Baku, um impressionante complexo de edifícios: os ''Baku Flame Towers''. A construção é constituída por três torres em forma de chama com uma altura máxima de 190m. A forma da chama foi dimensionada pela empresa HOK Architects, que se inspirou na importância do fogo para a cidade, uma vez que existe um elevado número de poços de petróleo na região.

A empresa Werner Sobek Stuttgart, cliente da Dlubal Software, foi responsável pelos pináculos colocados nas torres assim como pela deslumbrante fachada.

Estruturas de apoio dos pináculos das torres

As estruturas de apoio principais das três são constituídas por betão armado. A contrastar, os andares de topo das torres são formados por construções em aço ornamentadas, permitindo compartimentos espaçosos para usos especiais.

A estrutura portante primária dos pináculos é constituída por um pórtico espacial tri-articulado de tubos redondes com diâmetro de 610 mm. Seguindo a geometria, os tubos foram fornecidos curvados duas vezes axialmente e unidos localmente com soldaduras de topo.

Com o intuito de reduzir as deformações da construção de 30 m de altura, os pilares de aço laterais verticais foram unidos ao pórtico com resistência à flexão.

Para esses pilares foi optado por um perfil triangular especial de chapas padrão e barras de aço, com a finalidade de permitir uma vista generosa para o exterior. Esta secção foi modelada no programa SHAPE‑THIN da Dlubal e depois importada para o RFEM.

As cargas de vento, que foram determinadas por um parecer técnico, atingiram valores bastante elevados de 7 kN/m2. Por isso, foi necessário introduzir diagonais adicionais na parte de trás curvada da estrutura em aço, para reduzir a deformação total no pináculo da torre para os 90 mm exigidos.

A cooperação próxima dos técnicos numa fase permatura do projeto, permitiu a execução com sucesso do plano e dentro dos prazos.

Programas utilizados para análise estrutural

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto connosco ou consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com