Cúpula do Louvre de Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos

Projeto de cliente da Dlubal

Planeamento estrutural Empreiteiro especialista, análise estrutural, planeamento de execução
Waagner-Biro Stahlbau AG
Viena, Áustria
www.waagner-biro.com
 
Engenheiros consultores
Werkraum Wien Ingenieure
Viena, Áustria
 
Handel Engineering GmbH
Graz, Áustria
www.handelengineering.com

Geometria e estrutura
Buro Happold Engineering
www.burohappold.com
Arquiteto Ateliers Jean Nouvel
Paris, França
www.jeannouvel.com
Investidor Building owner TDIC
Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos

Comprimento: ~ 149 m | Largura: ~ 149 m | Altura: ~ 26 m
Efeitos não-lineares: articulações plásticas
Nós: 2805 | Barras: 10976 | Secções: 30

A cúpula do Louvre de Abu Dhabi, com previsão de estar pronta em 2015, promete desde já ser mais uma obra de arte arquitetónica na capital dos Emirados Árabes Unidos. A construção em aço tem um diâmetro de 180 m e cobre esta sucursal do museu do Louvre de Paris.

O design do Louvre de Abu Dhabi é da autoria do famoso arquiteto francês Jean Nouvel. A empresa austríaca Waagner-Biro de Viena foi responsável pelos cálculos estruturais e a construção da cúpula.

Estrutura

A cúpula assenta em somente quatro pontos de apoio, colocados a uma distância de 110 m entre si. Com esta disposição, a cobertura dá a impressão de estar a flutuar sobre o pavilhão do museu.

O recobrimento da cobertura com várias camadas de perfis de alumínio tem como intenção recriar as condições de iluminação nos basares, os mercados característicos do oriente, onde os becos são cobertos por carpetes. Desta maneira, a estrutura portante da cúpula descai visualmente para segundo plano.

O sistema estrutural tem como base um pórtico espacial constituído por aproximadamente 11000 elementos de barra, cada qual com um comprimento médio de 4 a 5 m. A grelha espacial formada por triângulos e quadrados foi desenvolvida pela Buro Happold.

A estrutura está apoiada em quatro apoios esféricos redefiníveis. Na modelação foi necessário, por isso, considerar a resistência de atrito e a força de restauração dos apoios.

As cargas que atuam no modelo de análise foi estudada intensivamente pela Waagner-Biro e coordenada com os responsáveis pelo planeamento técnico. Assim, como exemplo, a transferência local de cargas foi considerada por malhas de serviço. Ao trepar essas malhas, as barras adjacentes têm de absorver o carregamento transversal adicional.

No estado concluído, o objetivo é a cúpula ter uma forma ideal sem afundamentos visíveis. Por essa razão, foi necessário aplicar uma contra-flecha para a montagem. Com isto, foi necessário considerar outro efeito, para além das componentes de deformação devido ao peso próprio.

Com o decorrer do tempo, as tolerâncias do esmagamento das ligações de parafusos das barras levam a um deslizamento. Isto, por seu lado, originará mais afundamento da cobertura.

Waagner-Biro: “Com a cúpula do Louvre de Abu Dhabi é criado um novo ícone de arquitetura em aço.”

Programas utilizados para análise estrutural

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto connosco ou consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com