Análise estrutural de palcos de concertos no RFEM e no RSTAB

Cálculo estático de palcos de concertos

9 de novembro de 2015

Os programas de análise estrutural RFEM e RSTAB permitem um planeamento estrutural contínuo de palcos de concertos e estruturas portantes para tecnologia de eventos.

Na introdução de modelos, é possível a utilização de blocos pré-fabricados. Existe também a possibilidade no RFEM de considerar membranas. Nos programas estão ainda integradas ferramentas para a criação automática de cargas de vento e de neve.

Sendo aplicados materiais como alumínio, aço ou madeira (ou vários numa estrutura) na estrutura de apoio, todas as análises estruturais necessárias (capacidade portante, estabilidade, estado de utilização) podem ser efetuadas nos respetivos módulos adicionais.

Os esforços internos calculados no RFEM/RSTAB são transferidos automaticamente para os módulos de dimensionamento. Se as estruturas de apoio forem modificadas, as alterações serão transferidas automaticamente para os módulos.

Consideração de blocos

Todas as estruturas podem ser modeladas individualmente e com grande flexibilidade no RFEM/RSTAB. Para tal, podem também ser introduzidos blocos pré-definidos ou criados pelo utilizador. Assim, é possível introduzir, por exemplo, vigas de treliça ou treliças de apoio parametrizadas. As dimensões, secções e outros parâmetros podem ser adaptados antes ou depois de serem inseridos.

A base de dados de blocos do RSTAB contém adicionalmente produtos da Global Truss (vigas de treliça espaciais em alumínio), frequentemente utilizados em estruturas de palcos de concertos.

Estruturas de membranas no RFEM

A proteção dos efeitos climatéricos em palcos de concertos é realizado em muitos casos através de membranas. Estas podem ser consideradas no RFEM. O módulo adicional RF-FORM-FINDING determina formas iniciais da membranas e estruturas de cabos. A forma é obtida através do equilíbrio entre a tensão de superfície (pré-esforço) e as reações de borda naturais e geométricas.

O processo de determinação da forma pode ser determinado em toda a estrutura, ou seja, considerando a semi-rigidez da estrutura de apoio. Além disso, é possível, através de libertações de linhas no RFEM, considerar o facto de as superfícies de membranas estarem situadas em apoios intermédios, mas para o caso de cargas de elevação como sucção de vento poderem separar-se da subestrutura.

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto connosco ou consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com