Ponte pedonal sobre o rio Bow em Banff, Canadá

Projeto de cliente da Dlubal

19 de novembro de 2018

Alemanha RFEM Estruturas de madeira Pontes

Investidor Câmara de Banff, Canadá
banff.ca
Projeto, empreiteiro geral StructureCraft Builders Inc., Canadá
www.structurecraft.com

Esta ponte pedonal esbelta em madeira faz a travessia do rio Bow em Banff. A cidade de Banff situa-se nas Montanhas Rochosas Canadianas assim como no primeiro parque nacional do Canadá. A ponte com 4 metros de largura e 113 metros de comprimento tem um vão livre de 80 metros, fazendo dela provavelmente a ponte em madeira mais comprida deste tipo.

O cálculo estático e dinâmico foi efetuado com o RFEM pelo cliente Dlubal StructureCraft Builders Inc. de Abbotsford, no Canadá.

Estrutura

O vão central suspenso com um comprimento de 34 metros é suportado em cada um dos lados por uma viga de secção variável com 40 metros, com ambas as vigas a estarem em consola em um dos lados. A secção da ponte é constituída por duas vigas de madeira laminada cruzada com um espaçamento entre eixos de 3,5 metros. As vigas estão nivelados de acordo com o diagrama de momentos e têm uma altura entre 2,6 metros na zona dos pilares de aço e 0,9 metros na vão central. Entre as vigas longitudinais foi inserido um contraventamento horizontal constituído por perfis retangulares ocos em aço.

O tabuleiro com 4 metros de largura é formado por placas de madeira pré-esforçadas, que podem ser removidas para aceder às condutas de serviço situadas por baixo.

Lateralmente, o tabuleiro é completado com um sistema de cabos visualmente discreto em aço de alta qualidade, que forma uma proteção assim como um corrimão, constituído por cabos contínuos de 135 metros de comprimento, que exigiram uma análise de pré-esforços bem afinada, para garantirem uma tensão adequada nos meses de verão e evitar uma sobretensão no inverno.

Análise dinâmica

O vão comprido e os perfis esbeltos da ponte tornam susceptíveis tanto excitações verticais como horizontais devido ao tráfego de pessoas. Sem as devidas medidas, 40 a 50 pessoas a atravessarem a ponte seriam suficientes para provocar um efeito de oscilação “lock-in”.

Para estas situações existem amortecedores de massa ajustados, que no entanto não foram adotados, por não haver espaço suficiente por baixo do tabuleiro. Através de muita pesquisa e testes foi desenvolvida uma alternativa: duas massas suspensas em cabos foram expostas de forma visível como amortecedor de massa único, para absorver respetivamente excitações de movimentos de andamento e corrida.

Os amortecedores são constituídos por carrinhos que contêm uma série de placas (a “massa") suspensas com cordas (a “mola"). A sintonização atinge-se adicionando ou retirando placas. No entanto, é determinante sintonizar os amortecedores para a frequência presente na realidade, tornando necessário efetuar testes no local.

Os testes foram realizados colocando 6 medidores de aceleração em pontos diferentes do vão. Além disso, foi aplicado um software de análise modal para determinar as frequências e formas próprias reais assim como também as relações de amortecimento.

Estes resultados foram comparados com as frequências e as formas próprias previstas nos modelos RFEM, sendo que se pôde constatar uma correlação boa. Os modelos de EF foram atualizados para refletirem as condições de rigidez dos apoios na realidade. As acelerações horizontais devido ao efeito de oscilação “lock-in”, que suscitaram inicialmente alguma preocupação no dimensionamento, nas condições reais não tiveram qualquer efeito. Mesmo durante a inauguração (mais de 100 pessoas atravessaram a ponte) não houve indícios negativos resultantes de acelerações da ponte.

Com esta nova travessia, a cidade de Banff obteve uma ponte, que não só é funcional, mas também coloca em cena as deslumbrantes paisagens com as montanhas e o rio.

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto com a nossa equipa de apoio técnico gratuita por e-mail, chat ou no fórum, ou então consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

RFEM Programa principal
RFEM 5.xx

Programa principal

Software de engenharia estrutural para análises de elementos finitos (AEF) de estruturas planas e espaciais constituídas por lajes, paredes, vigas, sólidos e elementos de contacto

Preço de primeira licença
3.540,00 USD
RFEM Análises Dinâmicas
RF-DYNAM Pro - Natural Vibrations  5.xx

Módulo adicional

Análise dinâmica de frequências naturais e formas próprias de modelos de barras

Preço de primeira licença
1.030,00 USD