Base de Dados de Conhecimento

Procurar





Porquê o software da Dlubal?

Soluções

  • Mais de 45 000 utilizadores em 95 países
  • Um pacote de programas para todas as áreas de aplicação
  • Aprendizagem curta e manuseamento intuitivo
  • Apoio técnico gratuito de engenheiros experientes
  • Excelente relação preço/qualidade
  • Concepção de software em módulos com possibilidade de adquirir extensões
  • Sistema de licenças por escalas com licenças individuais e em rede
  • Software com provas dadas em muitos projetos de referência

Newsletter

Receba regularmente informação sobre novidades, dicas úteis, eventos planeados, ofertas especiais e vales.

  1. Janela 1.5 Comprimentos efetivos - barras

    Dimensionamento da resistência ao fogo de acordo com a DIN EN 1993-1-2

    O dimensionamento da resistência ao fogo pode ser realizado no RF-/STEEL EC3 de acordo com a EN 1993-1-2. O dimensionamento é realizado de acordo com o método de cálculo simplificado ao nível do estado limite último. Revestimentos com diferentes propriedades físicas podem ser selecionados como medidas de resistência ao fogo. Pode selecionar a curva de temperatura-tempo padrão, a curva de incêndio externa e a curva de incêndio de hidrocarboneto para a determinação da temperatura do gás.

  2. Tensões e classificação

    Classificação e verificação do estado limite último de secções do SHAPE-THIN

    Ao verificar uma secção de aço de acordo com o Eurocódigo 3, é importante atribuir a secção a uma das quatro classes de secção. As classes 1 e 2 permitem um dimensionamento plástico, para as classes 3 e 4 são permitidas apenas verificações elásticas. Além da resistência da secção, tem de ser verificada a estabilidade suficiente do componente estrutural.

  3. Consola com apoio lateral

    Influência dos parâmetros de encurvadura por flexão-torção no dimensionamento com o RF-/STEEL EC3

    As janelas de entrada no RF-/STEEL EC3 distinguem entre as verificações da encurvadura por flexão e encurvadura por flexão-torção. De seguida, um exemplo demonstrará os parâmetros para a encurvadura por flexão-torção.

  4. Verificação de tensões da chapa de extremidade de acordo com a hipótese de von Mises com o módulo adicional RF-STEEL Surfaces

    Dimensionamento da ligação de chapas de extremidade de secções tubulares submetidas a tração de acordo com o método CIDECT e através do modelo de MEF

    No artigo é exemplificado o dimensionamento de uma ligação de montagem constituída por secções tubulares com chapas de extremidade. Trata-se de um banzo inferior de uma treliça que por motivos de transporte tem de ser dividido.

  5. Serviço online da Dlubal

    Cargas sísmicas em edifícios na Alemanha

    A norma DIN EN 1998-1 com o anexo nacional DIN EN 1998-1/NA especifica o procedimento para determinação das cargas sísmicas na Alemanha. A norma aplica-se a trabalhos de engenharia civil em áreas sísmicas.

  6. Sistema, carregamento, forças internas

    Verificação de secção elástica-plástica

    No seguinte artigo, uma viga de dois vãos solicitada à flexão será verificada com o módulo adicional RF-/STEEL EC3 de acordo com a norma EN 1993-1-1. Devido a medidas de estabilização suficientes, a falha de estabilidade global é excluída.

  7. Figura 01 - Sistema estrutural e carregamento

    Comparação de fatores de carga críticos para a encurvadura por flexão-torção de acordo com diferentes métodos e módulos

    O fator crítico para a encurvadura por flexão-torção ou para o momento crítico de encurvadura de uma viga simplesmente apoiada será comparado de acordo com diferentes métodos de verificação da estabilidade.

  8. Figura 01 - Questão de pesquisa

    Abordagens de modelação para ligações de corte / esmagamento através do MEF

    Para análises mais detalhadas de ligações de corte / esmagamento ou do ambiente imediato, a definição do problema de contacto não linear desempenha um papel importante. Este artigo utiliza um modelo sólido para procurar modelos de superfície comparáveis e simplificados.
  9. Figura 01 - guia Flanged

    Cargas horizontais horizontais da inclinação de pontes rolantes

    No caso de pistas de guindastes com grandes vãos, não é incomum que a carga horizontal de inclinação seja relevante para o projeto. Este artigo descreve a origem dessas forças e a entrada correta no KRANBAHN. Está aqui na implementação prática e no fundo teórico.

  10. Figura 01 - Estrutura

    Introduzir apoios laterais e os seus efeitos no RF-/STEEL EC3

    Quando dimensiona pilares ou vigas em aço, é geralmente necessário realizar análises de secção e estabilidade. Na maioria dos casos, o dimensionamento da secção pode ser realizado sem fornecer mais detalhes; o dimensionamento de estabilidade, contudo necessita de especificações adicionais do utilizador. Até determinado comprimento, a barra é cortada da estrutura e portanto, as condições de apoio tem de ser especificadas. Isto é particularmente importante para determinar o momento crítico ideal para a encurvadura por flexão torção Mcr. Também tem de ser definidos os comprimentos efectivo correcto Lcr. Estes são necessários para o cálculo interno das relações de esbelteza.

1 - 10 de 111

Contacto

Contacto da Dlubal

Tem alguma questão ou necessita de ajuda? Então entre em contacto com a nossa equipa de apoio técnico gratuita por e-mail, chat ou no fórum, ou então consulte as perguntas mais frequentes (FAQ).

+49 9673 9203 0

(falamos português)

info@dlubal.com

Apoio ao cliente a toda hora

Base de dados de conhecimento

Para além do serviço de apoio técnico (p. ex. via chat), pode encontrar na nossa página de Internet material de apoio que pode ser útil para os seus trabalhos com o software Dlubal.

Primeiros passos

first-steps

Aqui damos-lhe algumas dicas e informações úteis que o ajudam a familiarizar-se mais rapidamente com os programas principais RFEM e RSTAB.

Software de alto rendimento e variável

“Acho que o software é tão poderoso e capaz, que as pessoas valorização verdadeiramente as suas capacidades após uma introdução apropriada.”