Análise de espectro de resposta para o RFEM 6/RSTAB 9

Descrição de produto

  • Diagrama de tempo

Extensão da análise modal para a análise de espectro de resposta multimodal

Newsletter

Receba regularmente informação sobre novidades, dicas úteis, eventos planeados, ofertas especiais e vales.

Projetos de clientes

Projetos de clientes interessantes realizados com os programas de análise estrutural da Dlubal Software.


As forças da natureza são um inimigo natural para qualquer engenheiro de estruturas. Mas não se preocupe, porque pode realizar os cálculos com antecedência na eventualidade de um sismo. O módulo Análise de espectro de resposta irá ajudá-lo com isso. Utilizando o método do espectro de resposta multimodal, realiza análises de sismos. Pode criar os espectros necessários para isso em conformidade com as normas ou de forma definida pelo utilizador. A partir daí, o programa gera as forças estáticas equivalentes.

O módulo tem ainda mais coisas para si, por exemplo, uma biblioteca extensa de acelerogramas de zonas sísmicas. Pode utilizá-los para gerar espectros de resposta.

Tenha em conta: A condição para análises sísmicas com a análise de espectro de resposta multimodal é a análise de vibrações naturais no módulo Análise modal.


1

Funções

  • Os espectros de resposta das seguintes normas estão implementados:
    • European Union EN 1998-1:2010 + A1:2013 (União Europeia)
    • Germany DIN 4149:2005-04 (Alemanha)
    • Switzerland SIA 261:2020-08 (Suíça)
    • Switzerland SIA 261:2014-07 (Suíça)
    • United States ASCE/SEI 7-22 (EUA)
    • United States ASCE 7 | 2016 - IBC | 2018 (EUA)
    • United States ASCE 7 | 2010 - IBC | 2012/15 (EUA)
    • United States ASCE 7 | 2005 - IBC | 2009 (EUA)
    • United States IBC 2000 (EUA)
    • Mexico CFE Sismo:2015-07 (México)
    • Argentina CIRSOC 103:2013-07 (Argentina)
    • People's Republic of China GB 50011-2010-12 (China)
    • India IS 1893:2016-12 (Índia)
    • Canada NBC 2020 (Canadá)
    • Spain NCSE 02:2009 (Espanha)
    • Netherlands NPR 9998:2020-12 (Países Baixos)
    • Italy NTC 2018-01 (Itália)
    • Romania P 100-1:2013-08 (Roménia)
    • Turkey TBEC:2018 (Turquia)
  • Estão disponíveis os seguintes anexos nacionais de acordo com a EN 1998-1:
    • Germany DIN EN 1998-1/NA:2021-07 (Alemanha)
    • Germany DIN EN 1998-1/NA:2011-01 (Alemanha)
    • Austria ÖNORM EN 1998-1/NA:2017-07 (Áustria)
    • Switzerland SN 1998-1/NA:2019-12 (Suíça)
    • European Union 1998-1/NA:2013-05 (União Europeia)
    • Bosnia and Herzegovina BAS EN 1998-1/NA:2018 (Bósnia e Herzegovina)
    • Bulgaria BDS 1998-1/NA:2012-03 (Bulgária)
    • United Kingdom BS EN 1998-1/NA:2008-08 (Reino Unido)
    • Czech Republic CSN EN 1998-1/NA:2016-09 (República Checa)
    • Cyprus CYS EN 1998-1/NA:2009-03 (Chipre)
    • Greece ELOT EN 1998-1/NA:2015-04 (Grécia)
    • Croatia HRN EN 1998-1/NA:2011-06 (Croácia)
    • Lithuania LST EN 1998-1/NA:2010-12 (Lituânia)
    • Luxembourg ILNAS EN 1998-1/NA:2011-09 (Luxemburgo)
    • Latvia LVS EN 1998-1/NA:2015-01 (Letónia)
    • Malaysia MS EN 1998-1/NA:2017-01 (Malásia)
    • Hungary MSZ EN 1998-1/NA:2013-07 (Hungria)
    • Belgium NBN EN 1998-1/NA:2011-10 (Bélgica)
    • France NF EN 1998-1/NA:2013-12 (França)
    • Portugal NP EN 1998-1/NA:2010-03 (Portugal)
    • Norway NS EN 1998-1/NA:2021-06 (Noruega)
    • Slovenia SIST EN 1998-1/NA:2009-01 (Eslovénia)
    • Romania SR EN 1998-1/NA:2008-11 (Roménia)
    • Serbia SRPS EN 1998-1/NA:2018-12 (Sérvia)
    • Singapore SS EN 1998-1/NA:2013-02 (Singapura)
    • Slovakia STN EN 1998-1/NA:2009-04 (Eslováquia)
    • Spain UNE EN 1998-1/NA:2020-01 (Espanha)
    • Italy UNI EN 1998-1/NA:2013-03 (Itália)
  • Espectros de resposta definidos pelo utilizador ou a partir de acelerogramas
  • Abordagem de espectros de resposta com base na direção
  • As formas próprias relevantes para o espectro de resposta podem ser selecionadas manual ou automaticamente (pode ser aplicada a regra dos 5% do Eurocódigo 8)
  • Combinação de resultados através de sobreposição modal (regra SRSS ou CQC) e através de sobreposição da direção (regra SRSS ou 100%/30%)
  • Os efeitos de torção acidentais podem ser considerados automaticamente 
  • Os resultados com sinal que utilizam a forma própria dominante podem ser visualizados
2

Entrada de dados

O software de cálculo estrutural da Dlubal faz muito trabalho por si. Os parâmetros de entrada que são relevantes para as normas seleccionadas são sugeridos pelo programa de acordo com as regras. Também é possível introduzir os espectros de resposta manualmente.

Os casos de carga do tipo Análise de espectro de resposta definem a direção na qual os espectros de resposta atuam e quais os valores próprios da estrutura que são relevantes para a análise. Nas configurações da análise espectral, é possível definir detalhes para as regras de combinação, se aplicável, amortecimento e aceleração periódica nula (APN).

3

Cálculo

Já sabia? Para cada valor próprio relevante e cada direção de excitação são geradas separadamente cargas estáticas equivalentes. Estas cargas são guardadas no caso de carga do tipo análise de espectro de resposta e o RFEM/RSTAB realiza uma análise estática linear.

4

Resultados

Os casos de carga do tipo Análise de espectro de resposta contêm as cargas equivalentes geradas. Primeiro de tudo, as contribuições modais (regra SRSS ou CQC) devem ser sobrepostas. São possíveis resultados com sinal baseados no modo próprio dominante.

De seguida, os componentes direcionais das ações sísmicas são combinados com a regra SRSS ou com a regra 100%/30%.

Vantagens

Análise do espectro de resposta

  • Espectros de resposta definidos pelo utilizador ou a partir de acelerogramas
  • Abordagem de espectros de resposta com base na direção
  • Consideração automática dos efeitos de torção acidentais
  • As formas próprias relevantes para o espectro de resposta podem ser selecionadas manualmente ou automaticamente (regra dos 5%)
  • Combinação de resultados através de sobreposição modal (regra SRSS ou CQC) e através de sobreposição da direção (regra SRSS ou 100%/30%)
  • Criação automática de uma situação de dimensionamento excecional para o dimensionamento subsequente

Manual de análise dinâmica para o RFEM 6/RSTAB 9

Manuais

Preço

Preço
1.450,00 EUR

Os preços são válidos para a utilização do software em todos os países.

RFEM 6 | Análise dinâmica e dimensionamento de sismos segundo o EC 8

Formação online 29 de junho de 2023 8:30 - 12:30 CEST

Formação online | Inglês

RFEM 6 | Análise dinâmica e dimensionamento de sismos segundo o EC 8

Formação online 14 de setembro de 2023 8:30 - 12:30 CEST

RSTAB 9
Modelo 3D da escola profissional no RFEM (© Eggers Tragwerksplanung GmbH)

Soluções especiais

Por um lado, o módulo de duas partes Otimização e custos/estimativa das emissões de CO2 encontra parâmetros adequados para modelos e blocos parametrizados através da técnica de inteligência artificial (IA) de otimização por enxame de partículas (PSO) para cumprir os critérios de otimização comuns. Por outro lado, este módulo estima os custos do modelo ou as emissões de CO2 especificando os custos unitários ou as emissões por definição de material para o modelo estrutural.

Preço de primeira licença
1.650,00 EUR
RFEM 6
Edifício de madeira laminada cruzada (CLT)

Dimensionamento

O módulo Superfícies multicamadas permite ao utilizador definir estruturas de superfícies de várias camadas. O cálculo pode ser realizado com ou sem o acoplamento de corte.

Preço de primeira licença
1.250,00 EUR
RSTAB 9
Análises pushover

Análise dinâmica

Os sismos podem ter um impacto significativo no comportamento de deformação de edifícios. Com a análise pushover, pode analisar o comportamento de deformação de edifícios e compará-lo com a ação sísmica. Com a ajuda do módulo Análise pushover, pode analisar os efeitos de um sismo no seu edifício específico e, assim, avaliar se o edifício consegue suportar um sismo.

Preço de primeira licença
1.450,00 EUR